O Brasil todo ficou estarrecido com a desfaçatez dos deputados federais em Brasília, que aprovaram a toque de caixa um aumento de mais de 62% em seus vencimentos, que agora chegam à casa assombrosa dos 26 mil reais de salário mensal por deputado.

Salário de Deputado: Quem Votou Contra e a Favor do Aumento

Foi o ato final daquele tido como o pior Congresso Nacional da história da República, que jogou na lata no lixo todos os princípios de moral e ética que devem conduzir os representantes do povo. Povo esse que, apesar das melhoras econômicas dos últimos anos, tem em sua grande maioria gente se virando com pouco mais de 510 reais mensais para sustentar-se. Mas já que é para dar nomes aos bois, confira na lista abaixo quem foi a favor e quem votou contra essa orgia com dinheiro público:

Votaram contra
Alfredo Kaefer (PSDB-PR)
Assis do Couto (PT-PR)
Augusto Carvalho (PPS-DF)
Capitão Assumção (PSB-ES)
Chico Alencar (PSOL-RJ)
Cida Diogo (PT-RJ)
Décio Lima (PT-SC)
Dr. Talmir (PV-SP)
Eduardo Valverde (PT-RO)
Ernandes Amorim (PTB-RO)
Mauro Nazif (PSB-RO)
Emanuel Fernandes (PSDB-SP)
Fernando Chiarelli (PDT-SP)
Fernando Gabeira (PV-RJ)
Gustavo Fruet (PSDB-PR)
Henrique Afonso (PV-AC)
Iran Barbosa (PT-SE)
Ivan Valente (PSOL-SP)
José Stangarlini (PSDB-SP)
Lelo Coimbra (PMDB-ES)
Luiz Bassuma (PV-AC)
Luiz Couto (PT-PB)
Major Fábio (DEM-PB)
Luiza Erundina (PSB-SP)
Magela (PT-DF)
Marcelo Almeida (PMDB-PR)
Paes de Lira (PTC-SP)
Paulo Pimenta (PT-RS)
Raul Jungmann (PPS-PE)
Regis de Oliveira (PSC-SP)
Reinhold Stephanes (PMDB-PR)
Sueli Vidigal (PDT-ES)
Takayama (PSC-PR)
Vander Loubet (PT-MS)

A favor
Abelardo Camarinha (PSB-SP)
Ademir Camilo (PDT-MG)
Aelton Freitas (PR-MG)
Alberto Fraga (DEM-DF)
Alceni Guerra (DEM-PR)
Aldo Rebelo (PCdoB-SP)
Alex Canziani (PTB-PR)
Alexandre Santos (PMDB-RJ)
Alexandre Silveira (PPS-MG)
Alfredo Kaefer (PSDB-PR)
Alice Portugal (PCdoB-BA)
Ana Arraes (PSB-PE)
Andre Vargas (PT-PR)
Angela Amin (PP-SC)
Angela Portela (PT-RR)
Angelo Vanhoni (PT-PR)
Aníbal Gomes (PMDB-CE)
Ann Pontes (PMDB-PA)
Antônio Andrade (PMDB-MG)
Antonio Bulhões (PRB-SP)
Antônio Carlos Biffi (PT-MS)
Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ)
Antonio Carlos Chamariz(PTB-AL)
Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA)
Antonio Carlos Pannunzio (PSDB-SP)
Antonio Cruz (PP-MS)
Antônio Roberto (PV-MG)
Aracely de Paula (PR-MG)
Ariosto Holanda (PSB-CE)
Armando Abílio (PTB-PB)
Arnaldo Jardim (PPS-SP)
Asdrubal Bentes (PMDB-PA)
Átila Lins (PMDB-AM)
Átila Lira (PSB-PI)
Bel Mesquita (PMDB-PA)
Benedito de Lira(PP-AL)
Bernardo Ariston (PMDB-RJ)
Beto Faro (PT-PA)
Beto Mansur (PP-SP)
Bilac Pinto (PR-MG)
Bruno Rodrigues (PSDB-PE)
Camilo Cola (PMDB-ES)
Carlos Abicalil (PT-MT)
Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO)
Carlos Bezerra (PMDB-MT)
Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE)
Carlos Sampaio (PSDB-SP)
Carlos Santana (PT-RJ)
Carlos Willian (PTC-MG)
Carlos Zarattini (PT-SP)
Cassio Taniguchi (DEM-PR)
Celso Maldaner (PMDB-SC)
Celso Russomanno (PP-SP)
Cezar Silvestri (PPS-PR)
Ciro Nogueira (PP-PI)
Ciro Pedrosa (PV-MG)
Claudio Cajado (DEM-BA)
Cláudio Diaz (PSDB-RS)
Colbert Martins (PMDB-BA)
Dagoberto (PDT-MS)
Daniel Almeida (PCdoB-BA)
Darcísio Perondi (PMDB-RS)
Davi Alves Silva Júnior (PR-MA)
Devanir Ribeiro(PT-SP)
Dilceu Sperafico (PP-PR)
Dr. Adilson Soares (PR-RJ)
Dr. Nechar (PP-SP)
Dr. Paulo César (PR-RJ)
Dr. Ubiali (PSB-SP)
Edio Lopes (PMDB-RR)
Edmar Moreira (PR-MG)
Edmilson Valentim (PCdoB-RJ)
Edson Aparecido (PSDB-SP)
Edson Duarte (PV-BA)
Edson Ezequiel (PMDB-RJ)
Eduardo Barbosa (PSDB-MG)
Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Eduardo da Fonte (PP-PE)
Eduardo Gomes (PSDB-TO)
Eduardo Valverde (PT-RO)
Elcione Barbalho (PMDB-PA)
Eliene Lima (PP-MT)
Ernandes Amorim (PTB-RO)
Eugênio Rabelo (PP-CE)
Evandro Milhomen (PCdoB-AP)
Fábio Ramalho (PV-MG)
Fábio Souto (DEM-BA)
Félix Mendonça (DEM-BA)
Fernando Coelho Filho (PSB-PE)
Fernando Ferro (PT-PE)
Fernando Marroni (PT-RS)
Filipe Pereira (PSC-RJ)
Flaviano Melo(PMDB-AC)
Flávio Bezerra (PRB-CE)
Francisco Rodrigues (DEM-RR)
Francisco Rossi (PMDB-SP)
Francisco Tenorio (PMN-AL)
Gastão Vieira (PMDB-MA)
Geraldo Pudim (PR-RJ)
Geraldo Resende (PMDB-MS)
Geraldo Simões (PT-BA)
Germano Bonow (DEM-RS)
Gerson Peres (PP-PA)
Gilmar Machado (PT-MG)
Giovanni Queiroz (PDT-PA)
Givaldo Carimbão (PSB-AL)
Gonzaga Patriota (PSB-PE)
Guilherme Campos (DEM-SP)
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN)
Homero Pereira (PR-MT)
Hugo Leal (PSC-RJ)
Humberto Souto (PPS-MG)
Indio da Costa (DEM-RJ)
Jair Bolsonaro (PP-RJ)
Jairo Ataide (DEM-MG)
Janete Capiberibe (PSB-AP)
Jilmar Tatto (PT-SP)
Jô Moraes (PCdoB-MG)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
João Dado (PDT-SP)
João Leão (PP-BA)
João Magalhães (PMDB-MG)
João Matos (PMDB-SC)
João Oliveira (DEM-TO)
Joaquim Beltrão (PMDB-AL)
Jofran Frejat (PR-DF)
Jorge Khoury (DEM-BA)
Jorginho Maluly (DEM-SP)
José Carlos Aleluia (DEM-BA)
José Carlos Araújo (PDT-BA)
José Carlos Machado (DEM-SE)
José Genoíno (PT-SP)
José Guimarães (PT-CE)
José Maia Filho (DEM-PI)
José Mendonça Bezerra (DEM-PE)
José Otávio Germano (PP-RS)
José Rocha (PR-BA)
José Santana de Vasconcellos (PR-MG)
Julião Amin (PDT-MA)
Júlio Cesar (DEM-PI)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Jurandil Juarez (PMDB-AP)
Jurandy Loureiro (PSC-ES)
Lael Varella (DEM-MG)
Laurez Moreira (PSB-TO)
Lázaro Botelho (PP-TO)
Léo Vivas (PRB-RJ)
Leonardo Quintão (PMDB-MG)
Lira Maia (DEM-PA)
Lobbe Neto (PSDB-SP)
Luciano Castro (PR-RR)
Lúcio Vale (PR-PA)
Luis Carlos Heinze (PP-RS)
Luiz Alberto (PT-BA)
Luiz Bittencourt (PMDB-GO)
Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR)
Luiz Carlos Setim (DEM-PR)
Luiz Fernando Faria (PP-MG)
Manato (PDT-ES)
Manoel Junior (PMDB-PB)
Marçal Filho (PMDB-MS)
Marcelo Castro (PMDB-PI)
Marcelo Melo (PMDB-GO)
Marcelo Ortiz (PV-SP)
Marcio Junqueira (DEM-RR)
Márcio Marinho (PRB-BA)
Márcio Reinaldo Moreira (PP-MG)
Marco Maia (PT-RS)
Marcondes Gadelha (PSC-PB)
Marcos Lima (PMDB-MG)
Marcos Medrado (PDT-BA)
Marcos Montes (DEM-MG)
Maria Helena (PSB-RR)
Maria Lúcia Cardoso (PMDB-MG)
Mário Heringer (PDT-MG)
Mário Negromonte (PP-BA)
Maurício Quintella Lessa (PR-AL)
Maurício Rands (PT-PE)
Maurício Trindade (PR-BA)
Mauro Lopes (PMDB-MG)
Mauro Mariani (PMDB-SC)
Mauro Nazif (PSB-RO)
Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS)
Miguel Martini (PHS-MG)
Milton Monti (PR-SP)
Milton Vieira (DEM-SP)
Moacir Micheletto (PMDB-PR)
Moises Avelino (PMDB-TO)
Moreira Mendes (PPS-RO)
Narcio Rodrigues (PSDB-MG)
Nelson Bornier (PMDB-RJ)
Nelson Marquezelli (PTB-SP)
Nelson Meurer (PP-PR)
Nelson Pellegrino (PT-BA)
Nelson Trad (PMDB-MS)
Nilmar Ruiz (PR-TO)
Odair Cunha (PT-MG)
Odílio Balbinotti (PMDB-PR)
Osmar Júnior (PCdoB-PI)
Osmar Serraglio (PMDB-PR)
Osmar Terra (PMDB-RS)
Paes Landim (PTB-PI)
Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG)
Paulo Bauer (PSDB-SC)
Paulo Henrique Lustosa (PMDB-CE)
Paulo Magalhães (DEM-BA)
Paulo Pereira da Silva (PDT-SP)
Paulo Piau (PMDB-MG)
Paulo Rattes (PMDB-RJ)
Paulo Roberto Pereira (PTB-RS)
Paulo Rocha (PT-PA)
Paulo Teixeira (PT-SP)
Pedro Eugênio (PT-PE)
Pedro Fernandes (PTB-MA)
Pedro Novais (PMDB-MA)
Pedro Valadares (DEM-SE)
Pedro Wilson (PT-GO)
Pinto Itamaraty (PSDB-MA)
Pompeo de Mattos (PDT-RS)
Professor Setimo (PMDB-MA)
Professora Raquel Teixeira (PSDB-GO)
Ratinho Junior (PSC-PR)
Raul Henry (PMDB-PE)
Rebecca Garcia (PP-AM)
Reginaldo Lopes (PT-MG)
Renato Amary (PSDB-SP)
Renato Molling (PP-RS)
Ribamar Alves (PSB-MA)
Ricardo Barros (PP-PR)
Ricardo Tripoli (PSDB-SP)
Rita Camata (PSDB-ES)
Roberto Alves (PTB-SP)
Roberto Balestra (PP-GO)
Roberto Britto (PP-BA)
Roberto Santiago (PV-SP)
Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR)
Rogério Marinho (PSDB-RN)
Rômulo Gouveia (PSDB-PB)
Sebastião Bala Rocha (PDT-AP)
Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA)
Sérgio Brito (PSC-BA)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Sergio Petecão(PMN-AC)
Severiano Alves (PMDB-BA)
Silas Brasileiro (PMDB-MG)
Silas Câmara (PSC-AM)
Simão Sessim (PP-RJ)
Solange Almeida (PMDB-RJ)
Solange Amaral (DEM-RJ)
Tadeu Filippelli (PMDB-DF)
Thelma de Oliveira (PSDB-MT)
Uldurico Pinto (PHS-BA)
Valadares Filho (PSB-SE)
Valdir Colatto (PMDB-SC)
Valtenir Pereira (PSB-MT)
Vanderlei Macris (PSDB-SP)
Veloso (PMDB-BA)
Vicentinho (PT-SP)
Vieira da Cunha (PDT-RS)
Vignatti (PT-SC)
Vilson Covatti (PP-RS)
Vinicius Carvalho (PTdoB-RJ)
Virgílio Guimarães (PT-MG)
Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB)
Vitor Penido (DEM-MG)
Waldemir Moka (PMDB-MS)
Waldir Maranhão (PP-MA)
Walter Ihoshi (DEM-SP)
Walter Pinheiro (PT-BA)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Wellington Roberto (PR-PB)
William Woo (PPS-SP)
Wilson Braga (PMDB-PB)
Wilson Picler (PDT-PR)
Wladimir Costa (PMDB-PA)
Wolney Queiroz (PDT-PE)
Zé Geraldo (PT-PA)
Zé Gerardo (PMDB-CE)
Zé Vieira (PR-MA)
Zenaldo Coutinho (PSDB-PA)
Zezéu Ribeiro (PT-BA)
Zonta (PP-SC)

Abstiveram
Agnaldo Muniz (PSC)
Emanuel Fernandes (PSDB-SP)
Silvio Lopes (PSDB)

Dica da @danikoetz

11 comentários

  1. Ricardo
    25/12/2010 às 5:41 pm [+]

    Éééé… esse é o Brasil!!!

    “Esse povo tem sorte que eu não sou Deus!”

  2. semnexo
    25/12/2010 às 8:33 pm [+]

    é incrivel o que esses “patifes” fazem conosco, porém é muito oportuno, não somos nós que os colocamos lá? já pensou R$ 26.000,00 livre de tudo, é porque aindo contam com “vale combustível, auxílio moradia, vale paletó”, pode um absurdo desses. gostaria de saber até quando…, já está na hora de dizer um basta a essa situação. me considero um pouco plitizado, contudo se pudesse teria votado também no tiririca, como forma de protesto, pois considero demagogia, vir um político acadêmico e dizer que o tiririca não pode fazer nada por ser analfabeto, e eles o que fazem com seus cursos superiores feitos nas mais caras universidades, enquanto isso: médicos, policiais, professores e outros mais dão seu “sangue” pela população e não saõ reconhecidos e tão pouco recebem salários dignos. Espero ter sido bem claro e que gostem desse comentário, abç!

  3. Emanoel
    26/12/2010 às 9:51 pm [+]

    Achei interesante o “post”, mas, há uma incoerência, o deputado Emanuel Fernandes (PSDB-SP), aparece tanto na lista dos que “votaram contra”, quanto na lista dos que se “abstiveram”. Percebeu??? Qual foi a fonte???

  4. Osmar Braga
    31/12/2010 às 1:09 pm [+]

    E uma vergonha, so para o salario minimo que não tem dinheiro para eles tem e muito. Não voto em mais ninguem,vou anular o meu voto.

  5. Eliezer Lopes Fernandes
    28/01/2011 às 10:03 pm [+]

    Esta na hora de fazermos igual ao Egito e ir para as ruas e parar o Pais até que seja dado um fim a estas situações absurdas

  6. claudia
    10/03/2011 às 3:24 pm [+]

    o nosso povo tem que criar vergonha e não votar em nenhum cara de pau desse,eles mesmo aumentam seus próprios salários,e depois inventam que o salário do trabalhador tem que ser o que eles determinam.A pessoa trabalha o mes todo para ganhar uma míseria que esse salário, ou seja essa esmola.Temos que convocar a população para acordar em quanto é tempo contra essa BURGUESIA, que vive ás custas da míseria do povo.

  7. Daniel
    10/05/2011 às 11:27 pm [+]

    Aos Brasilienses guardem esses nomes- A favor, Alberto Fraga (DEM-DF), Magela (PT-DF), Jofran Frejat (PR-DF), Tadeu Filippelli (PMDB-DF). Esses são os gananciosos que nos representam. Não culpem so o eleitor brasileiro, culpem o voto de legenda “Efeito tiririca” algo proximo de 10% realmente foram eleitos por votos diretos, o resto entrou na sombra. Reforma politica ja.

  8. NILSON (@BRITOBALSA)
    30/07/2012 às 11:11 pm [+]

    PORQUE ALFREDO KAEFER APARECE NAS DUAS LISTAS (A FAVOR E CONTRA)?

  9. Otavio
    08/10/2012 às 11:23 pm [+]

    FAVOR CITAR A FONTE! Por mais que a informação esteja correta e a intenção seja boa, uma publicação como esta não tem validade alguma se não tiver a informação de onde estes dados foram retirados.

  10. Angélica Sant´Anna
    21/03/2013 às 1:09 pm [+]

    Anular o voto, não adiantará nada, pois ai é que eles, esses politicos sujos,irão comprar o voto dos analfabetos, e sempre estar no poder, cagando sobre nossas cabeças, temos que analisar as propostas, pesquisar o historico de cada candidato, o partido referente a qual posição social e assim então poder escolher o melhor para nos representar, ACORDA BRASIL, O GOVERNO NÃO TE REPRESENTA MAIS, ELES SÓ QUEREM QUE VC TENHA NOJO DA POLITICA, E PERCA A FÉ, DEIXANDO AS COISAS ACABAREM NA LAMA MESMO, O POVO ALIENADO É MAIS FACIL DE CONTROLAR, VAMOS PESQUISAR E ESCOLHER SIMPLES, A DECISÃO É NOSSA, ESCOLHA SEU REPRESENTANTE!

  11. masato suzuki
    30/11/2014 às 10:23 am [+]

    Os nossos edis deveriam copiar o que é feito em países de primeiro mundo, já que como tudo nada se cria, tudo se copia.
    Como sempre é uma canetada rápida e decidida na calada da noite, enquanto nós inocentes criaturas cumpridores de suas obrigações “obrigados” por lei descansamos em nossos doces sonhos, já para decidir uma aprovação dos míseros salario mínimo se leva em discussão por varios meses a fio.Isto é Brasil, já se não bastassem os “petralhas” tem esses ” ali babas”.