parada-gay-jerusalem

Mais um caso de intolerância e homofobia! Hoje, um judeu ultra-ortodoxo esfaqueou 6 pessoas em Jerusalém (Israel) enquanto as pessoas desfilavam na marcha do orgulho gay anual. Mais uma vez a religião é usada como desculpa para a exaltação ao ódio. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu condenou o incidente.

1 comentário

  1. Telmo
    31/07/2015 às 3:42 pm [+]

    Realmente é preocupante quando um discriminador tem educação “formal” superior e já foi, anteriormente, criminalizado como vemos em:
    http://saudepublicada.sul21.com.br/2014/09/26/educacao-e-criminalizacao-nao-previnem-discriminacao/