Aos poucos, a computação na nuvem (cloud computing) vai se tornando uma realidade para um número cada vez maior de usuários de internet. Basicamente, esse conceito significa a utilização da capacidade de armazenamento de computadores e servidores compartilhados e interligados através da internet, de modo que os dados fiquem disponíveis e sincronizados em qualquer máquina a ser usada pelo usuário do serviço, sem a necessidade de carregar HDs externos ou pendrives.

Google Drive, Dropbox e SkyDrive: Vantagens do backup na nuvem

Cloud computing: seus arquivos em todo lugar

Os passos mais acelerados para a disseminação dessa nova tecnologia estão sendo dados pelos sistemas de armazenamento online (uma espécie de backup na nuvem) oferecidos por gigantes da tecnologia, que apresentam melhorias e novidades em seus produtos. São eles o Google Drive, o Dropbox e o SkyDrive, da Microsoft.

Google Drive, Dropbox e SkyDrive: Vantagens do computação na nuvem

O Dropbox é o pioneiro destes serviços. Sua interface é muito simples de usar e você recebe, no momento da inscrição, 2,5 Gb de espaço para guardar seus arquivos. Esse espaço pode ser aumentado através de planos de assinatura ou convidando amigos a integrar o serviço; cada novo amigo indicado por você a entrar no Dropbox lhe garante mais espaço, até um limite de 18 Gb. A sincronização pode ser feita por um aplicativo disponível para iOS, Android e Windows, que depois de instalado em sua máquina cria uma pasta onde num simples arrastar de arquivos, eles são sincronizados imediatamente.

Google Drive, Dropbox e SkyDrive: Vantagens do computação na nuvem

O SkyDrive é versão da Microsoft para seu serviço de armazenamento online. Usuários novos da plataforma Windows Live tem de saída 7 Gb de espaço, mas pouco antes do lançamento do Google Drive, a Microsoft deu uma colher de chá para quem era usuário antigo e disponibilizou 25 Gb para eles, tornado o SkyDrive o de maior capacidade dentre as opções gratuitas dos três serviços. Caso o usuário deseje mais espaço, basta desembolsar 10 dólares anuais para levar 20 Gb adicionais. Também o SkyDrive pode ser operado em máquinas da Apple, Android e Windows, através de apps dedicados.

Google Drive, Dropbox e SkyDrive: Vantagens do computação na nuvem

O Google Drive era o mais aguardado desse serviços, mas chegou atrasado em relação aos rivais. Isso soa até estranho para o Google, sempre pioneiro em levar aos seus usuários serviços inovadores a custo baixo. Mas o fato é que o Google Drive está na praça, disponível no seu site oficial e na loja de aplicativos do Google (Google Play), com versões para Android, Windows e futuramente, iOS. De saída, o usuário usufrui de 5 Gb de espaço para seus arquivos, espaço que pode ser expandido de acordo com o pagamento de planos anuais discriminados abaixo:

  • 25 GB (US$ 2,49 por mês)
  • 100 GB (US$ 4,99 por mês)
  • 200 GB (US$ 9,99 por mês)
  • 400 GB (US$ 19,99 por mês)
  • 1 TB (US$ 49,99 por mês)
  • 2 TB (US$ 99,99 por mês)
  • 4 TB (US$ 199,99 por mês)
  • 8 TB (US$ 399,99 por mês)
  • 16 TB (US$ 799,99 por mês)

Ou seja, as maiores mensalidades devem ser destinadas a clientes corporativos, que lidam com um número muito grande de arquivos ao mesmo tempo. Dada a alta confiabilidade dos serviços do Google, estáveis e online em 99% do tempo, este é um grande trunfo para que o Google Drive se estabeleça entre as principais opções para armazenamento online e backup de arquivos.

Com esses serviços oferecendo vantagens e desempenho relativamente parecidos, vai de cada pessoa escolher aquele com o que mais simpatiza. Só não se deve usar todos ao mesmo tempo porque senão o consumo de sua banda de internet será tão alto que sua experiência de navegação pode ficar comprometida.

•••