É interessante observarmos que de tudo nessa vida podemos extrair o ying e o yang, o bom e o mau. Se alguém perguntar, por exemplo, se a sinceridade é algo bom ou ruim, ouviremos uma resposta afirmativa aparentemente lógica e natural!

Ying Yang

No entanto, se pensarmos bem ou pelo menos assistirmos ao quadro ‘O Super Sincero‘ do Fantástico, com o Luiz Fernando Guimarães, veremos que não é tão lógico assim.

Para que a sinceridade funcione posivivamente, precisamos atentar para uma palava-chave: Conveniência. Até a sinceridade precisa ser equilibrada e o que não deve, não é mesmo?

•••