O reality show The Ultimate Fighter Brasil (TUF Brasil) serviria, a princípio, para revelar novos talentos do MMA que de quebra ganhariam um contrato para lutar no UFC, a maior franquia do esporte na atualidade e responsável pelo seu incrível crescimento do começo do século para cá. A versão brasileira do programa é estrelada pelas lendas do MMA brasileiro: Wanderlei Silva e Vitor Belfort e aí já notamos que o fator polêmica também se tornaria bastante presente na versão brasileira do reality show de lutas.

The Ultimate Fighter Brasil: Discussão Vitor Belfort x Wanderlei Silva

Desde que Vitor Belfort nocauteou o compatriota em 1998, ainda nos primórdios do MMA como esporte popular, Wand não engole essa derrota. E, mesmo sabendo que boa parte das polêmicas trazidas pelas câmeras do TUF Brasil tenham um ar de forçada de barra, também não deixam dúvidas que existe um clima de animosidade entre os treinadores-lutadores.

Rivalidade acirrada no TUF Brasil: Vitor Belfort x Wanderlei Silva

Desde o começo do TUF Brasil que o clima, aparentemente, não era lá essa coisas entre Wanderlei e Vitor. A coisa ficou tensa de vez depois da última luta dos peso-penas, entre Rony Jason e Anistávio Gasparzinho. Como a disputa já estava definida para o time de Belfort, a realização da luta seria uma mera formalidade e Wanderlei até cogitou o cancelamento da luta para evitar contusões e também porque os 2 lutadores desenvolveram uma relação de amizade muito forte dentro da casa. Mas Vitor Belfort e a produção do programa confirmaram a luta, restando a Wanderlei a resignação.

Daí veio a luta e Jason, um pouco mais ligado na luta, finalizou-a ainda no primeiro round, com uma chave de braço. O golpe foi tão bem aplicado que Garparzinho sofreu um estiramento no braço, que necessitou ser imobilizado para prevenir maiores danos. A contusão de Garparzinho foi o que faltava para acirrar ainda mais os ânimos entre os treinadores. Entre as acusações e defesas de ambos os lados, é bom se ligar em alguns aspectos de um programa como TUF Brasil antes de opinar sem critério.

Rivalidade para aumentar a audiência

A falta de discernimento de boa parte do público é um deles. Discernimento no sentido de entender que no fim de tudo, mesmo as brigas mais acaloradas e discussões recheadas de palavrões, não passam de uma forma de apimentar a atração e manter o público ligada nela, mesmo quando nada muito interessante estiver ocorrendo. É o popular ‘encher linguiça’, muito importante para encaixar os patrocinadores e por consequência, fazer o reality mais lucrativo.

A disputa entre Belfort e Wanderlei também era uma forma de promover a luta entre eles, que estava prevista para acontecer no UFC 147, juntamente com as lutas entre os finalistas do reality show. Mas a contusão de Vitor Belfort em um dos treinos, quando machucou a mão, adiou mais uma vez a revanche tão desejada por Wanderlei.

Foi mais um duro golpe para o fãs do MMA no Brasil no ano de 2012. Além da luta entre o Wanderlei Silva e Vitor Belfort ter sido adiada para uma data ainda incerta, o esperado confronto entre Anderson Silva e Chael Sonnen no UFC 148 ocorrerá em Las Vegas, em vez de ser no Engenhão, como havia sido planejado. Mas nada que uns nocautes-relâmpago e finalizações espetaculares não resolvam.

Veja abaixo a discussão entre Wanderlei Silva e Vitor Belfort:

•••