Um dos principais fatores levados em conta por quem compra um carro novo, zero quilômetro, é saber o quanto ele é econômico, se tem um consumo de combustível frugal ou se é um beberrão inveterado. Embora a tecnologia de motores aqui no Brasil avance lentamente em comparação a outros mercados bem mais desenvolvidos, como Japão, Europa e Estados Unidos, o fator consumo de combustível nos carros é crucial para quem deseja comprar seu primeiro carro ou simplemente trocá-lo por um mais novo.

Os carros mais econômicos do Brasil

Por muito tempo, o consumidor brasileiro tinha que confiar em testes de revistas ou números oficiais do fabricante para saber o consumo de cada carro (expresso em quilômetros por litro = Km/L). Mas hoje essa informação está ao alcance de todos, através das centenas de sites especializados em carros disponíveis na internet e com os números aferidos por institutos independentes, sem os vícios dos testes e desconfianças geradas por possíveis matérias pagas.

Melhores carros na hora de abastecer

Ao apresentar os carros mais econômicos do Brasil, não é de se espantar a supremacia daqueles movidos por motores de 1 litro. Eles ainda ocupam metade do mercado brasileiro de carros novos. Por isso as fábricas investem tanto em melhorias nesses motores, mesmo queimando álcool, que é sabidamente muito mais gastador e não tão ecológico como propagam por aí. Como esse é um assunto para outro post, confira aqui a lista dos carro mais econômicos do Brasil, aferidos pelo INMETRO e participantes do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular.

Os carros mais econômicos do Brasil

1º lugar: Fiat Mille 1.0 – 8,9 km/l e 10,7 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12,7 km/l e 15,6 km/l (cidade e estrada – gasolina): o popular vendido pela Fiat desde 1984 não decepciona quando o assunto é consumo de combustível, em que pese a idade avançada do projeto e a ausência quase completa de itens de conforto e conveniência.

Os carros mais econômicos do Brasil

2º lugar: Fiat Novo Uno Economy – 1.4 – 8,7 km/l e 10,4 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12,5 km/l e 15,2 km/l (cidade e estrada – gasolina): a versão voltada para baixo consumo do estiloso compacto recebeu melhorias em suspensões, pneus e motor, garantindo a ele o segundo posto entre os mais econômicos, mesmo no meio de um mar de motores 1.0.

Os carros mais econômicos do Brasil

3º lugar: Fiat Novo Uno Vivace 1.0 – 8,3 km/l e 9,4 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12,3 km/l e 14,5 km/l (cidade e estrada – gasolina): a versão básica do Novo Uno galgou o terceiro posto entre os mais eficientes carros do Brasil. Baixo peso e constantes melhorias no motor Fire contribuíram para essa marca.

Os carros mais econômicos do Brasil

4º lugar: Palio Fire Economy 1.0 – 8,0 km/l e 10,1 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12,2 km/l e 15,4 km/l (cidade e estrada – gasolina): para muitos o melhor desenho do Palio, a versão de entrada do carro também é reconhecida entre os consumidores como um dos carros mais econômicos do país, como comprovam os números do INMETRO.

Os carros mais econômicos do Brasil

5º lugar: Fiat Mille Way Economy 1.0 – 8,4 km/l e 9,5 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12,1 km/l e 13,6 km/l (cidade e estrada – gasolina): a versão pseudo-offroad do carro nacional mais barato também entrou no ranking dos mais econômicos. Apesar dos aparatos plásticos na carroceria e rodas maiores, eles pouco influíram no consumo do carro.

Os carros mais econômicos do Brasil

6º lugar: Renault Clio Campus 1.0 – 8,6 km/l e 9,2 km/l (cidade e estrada – álcool) – 11,5 km/l e 14,5 km/l (cidade e estrada – gasolina): a eficiência do motor 1.0 da Renault pode ser comprovado por esse fato: mesmo estando entre os mais econômicos, ele é capaz de proporcionar até alguma diversão ao volante, com desempenho satisfatório.

Os carros mais econômicos do Brasil

7º lugar: Kia Picanto manual 1.0 – 8,3 km/l e 9,1 km/l (cidade e estrada – álcool) – 12 km/l e 13,4 km/l (cidade e estrada – gasolina): primeiro importado a constar da lista, o carrinho da Kia saiu-se muito bem, mesmo com a conversão do motor 1.0 de três cilindros para flex, que aumentou consideravelmente seu consumo.

Os carros mais econômicos do Brasil

8º lugar: Kia Picanto automático 1.0 – 8,3 km/l e 9,4 km/l (cidade e estrada – álcool) – 11,4 km/l e 13,1 km/l (cidade e estrada – gasolina): para mostrar como os câmbios automáticos não estão interferindo tanto assim no consumo, a versão automática do carro coreano atingiu números de consumo bem próximos do seu irmão manual, o que lhe garante a presença nesta lista.

Os carros mais econômicos do Brasil

9º lugar: Ford Ka 1.0 – 8,1 km/l e 9,2 km/l (cidade e estrada – álcool) – 11,6 km/l e 13,5 km/l (cidade e estrada – gasolina): depois da reestilização de 2007, o mini-carro da Ford perdeu o charme do seu desigm, mas continua como uma das opções mais fortes para quem deseja um carro econômico.

Os carros mais econômicos do Brasil

10º lugar: Fiat Novo Uno Attractive Evo 1.4 –  7,3 km/l e 9,1 km/l (cidade e estrada – álcool) – 10,6 km/l e 13,3 km/l (cidade e estrada – gasolina): para encerrar a lista com os 10 mais econômicos, mais um carro da Fiat: o Novo Uno, em sua versão intermediária, conseguiu aliar o belo visual à economia de combustível.

INMETRO ajudando a escolher carros pelo baixo consumo

Como se pode denotar, nem sempre um carro 1.0 é, obrigatoriamente, mais econômico do que outro de cilindrada superior. Os testes aferidos pelo INMETRO são, sem dúvida, um grande avanço a favor do consumidor, que pode comparar de forma isenta os números de consumo de cada carro.

Para acompanhar a tabela completa do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, basta clicar aqui, com números de consumo de carros de várias categorias.

10 comentários

  1. Vandreh
    17/05/2012 às 5:20 pm [+]

    Carro econômico é HIBRIDO!!!

    Peso pena, FT-Bh é o híbrido mais econômico da Toyota
    Com apenas 786 kg, conceito tem motor 1.0 bicilindro acoplado a outro elétrico e consegue rodar aproximadamente 47,6 km/l

  2. Marco
    18/05/2012 às 11:38 am [+]

    Pelo que dá para notar a lista foi baseada nos carros populares brasileiros, Toyota é uma grande marca mesmo.

  3. Raoni
    19/05/2012 às 9:03 pm [+]

    O engraçado é que parece não existir tanto interesse em se reduzir o consumo dos carros. Tenho um Corsa Hatch 1.0 MPFI 96-97, que na cidade faz em média 14,5 km/l e na estrada 18,3 km/l. Mesmo que o estilo de dirigir influencie – pneus sempre calibrados e pé em baixo – acho que um absurdo que até hoje carros lançandos no Brasil tenham um consumo tão elevado, além do preço ser muito maior que nos demais países: temos os carros mais caros do mundo!

  4. rosana
    19/05/2012 às 11:34 pm [+]

    minha mãe tem um prisma 2010 que faz 14km/l e eu acabei de comprar um peugeot 206 2006 que está fazendo 16km/l. ambos na cidade.

  5. patrick.dz
    22/05/2012 às 11:57 am [+]

    e eu que possuo um gol g4 1.0 que em minha ultima média fiz 17,5 na estrada carregado, (4 adultos e porta-malas abarrotado)

  6. marcelo
    15/04/2013 às 3:31 pm [+]

    poxa eu nessa relação os carros mais economicos, sinceramente esperava mais
    pq eu tenho um gol power 1.6 ele na cidade ta fazendo 11,6 km/l e na estrada na media de 14,7 na gasolina, então esses 1.0 ta bebendo demais por meu gosto

  7. aldair
    19/04/2013 às 7:03 pm [+]

    Essa média do pessoal na cidade deles, deve ser porque não congestionamento.
    Assim é uma maravilha.

    Se for na minha cidade e na maioria das cidades deste país.
    Da minha casa para o centro da cidade são 13 km, levo em média 1:00 hora, caso não tenha acidentes na via.

  8. jc
    02/08/2014 às 3:08 pm [+]

    tenho um corsinha 1.0 l997 gaz; faço 13,6 km na cidade e l8.4km/l na estrada, andando a 100 km/hjc

  9. klaus
    18/09/2016 às 9:28 pm [+]

    não vou dizer que vcs estão mentido, apenas não sabem calcular o consumo… 13, 14 15, 16 na cidade…tá

  10. ivo
    08/10/2016 às 11:44 pm [+]

    tive um renault clio SI 1.6 16v 2001 de 110cv e agora tenho um 206sw FELINE 1.6 16v 2005 com 150mk e 110cv já faz mais de um ano e ele faz 13,km/l na cidade com velocidade média de 40km/h e 16,km/l na estrada com velocidade média de 100km/h calculado pelo computador de bordo do carro, rodo 700km com um tanque só no ciclo cidade sem pegar a estrada mas quando vou viajar se for de leve no acelerador ele faz 16km/l mas se precisar pisar pra deixar os 1.0 e 1.4 pra traz na subida da serra ai ele faz de 8 a 10km/l na estrada, acho que carro 1.0 é ilusão de economia pois os importados renault, peugeot e citroen 1.6 16v são mais econômicos que os nacionais 1.0 e 1.4 e 1.6 do mesmo porte, e os importados 1.6 8v são tão beberrões quanto os nacionais do mesmo porte.